BusinessesUncategorized

15 bibliotecas e frameworks de JavaScript que valem a pena conhecer

framework biblioteca javaScript

JavaScript é o futuro!

A linguagem é apoiada por vários líderes da tecnologia, um dos quais é o fundador do WordPress, Matt Mullenweg, que sugeriu que os desenvolvedores que usam WordPress aprendam-na, claramente enviando uma mensagem para a comunidade WordPress quanto à sua importância futura. A menção foi bem recebida. A transição para uma melhor tecnologia permitirá que WordPress acompanhe os desafios futuros.

A postura open source do JavaScript é também uma das melhores. Contrariamente à crença popular, o JavaScript não é um projeto, mas uma especificação com um padrão aberto onde a linguagem é desenvolvida e mantida pela sua equipe principal. ECMAScript, outro nome extravagante do JavaScript, não é de código aberto, mas também tem um padrão aberto.

Você pode facilmente ver evidências de popularidade do JavaScript quando você olha o GitHub. O JavaScript é a linguagem de programação mais presente quando se trata de número de repositórios. Sua proeminência também é evidente no Livecoding.tv, onde os membros estão diligentemente criando mais vídeos em JavaScript do que em qualquer outro tópico. No momento em que este texto foi escrito, o site hospeda 45.921 vídeos sobre JavaScript.

Principais frameworks e bibliotecas JavaScript de código aberto

Voltando ao tema, o JavaScript é abençoado com uma grande comunidade que prospera, melhorando a tecnologia. Centenas de frameworks e bibliotecas JavaScript estão disponíveis para os desenvolvedores e a boa notícia é que os melhores são open source. Para um desenvolvedor de JavaScript, usar a melhor estrutura ou biblioteca para o desenvolvimento rápido é agora uma necessidade. O mercado atual exige rápido desenvolvimento. Além disso, reinventar a roda não é uma boa ideia no mercado atual. Independentemente de você ser novo no JavaScript ou um desenvolvedor JavaScript experiente, o uso de bibliotecas e frameworks melhora significativamente seu trabalho.

Angular.js

Angular.js é uma dos frameworks de JavaScript mais populares. Ele é usado por desenvolvedores para criar aplicações web complexas. A ideia por trás do Angular.js é o seu modelo de aplicação de uma página. Ele também suporta a arquitetura MVC. Com o Angular.js, o desenvolvedor pode usar código JavaScript no front end, literalmente estendendo o vocabulário HTML.

O Angular.js melhorou muito desde o seu início em 2009. A versão estável atual do Angular 1 é 1.5.8 / 1.2.30. Você também pode experimentar o Angular 2, uma melhoria significativa em relação ao Angular 1, mas esse framework ainda não foi adotado por muitos desenvolvedores.

Angular.js usa a vinculação de dados como um dos principais conceitos para fazer o trabalho. O usuário interage com a interface. Quando a interação é feita, a visão é então atualizada com os novos valores, que por sua vez interagem com o modelo e garante que tudo está sincronizado. O DOM é atualizado após a lógica subjacente ser executada no modelo.

Backbone.js

Nem todo mundo pretende criar uma aplicação web complexa. Frameworks para aplicações web mais simples, como Backbone.js são um grande ajuste para aqueles que aprendem com o desenvolvimento de aplicações web. Backbone.js é uma estrutura direta que torna o desenvolvimento de simples apps rápido e divertido. Assim, como o Angular.js, o Backbone.js também vem com suporte MVC. Outros recursos-chave do Backbone.js são o roteamento, o suporte da API RESTful, o gerenciamento adequado do estado e muito mais. Você também pode usar Backbone.js para criar aplicativos de uma única página.

A versão estável atual é 1.3.3 e está disponível no GitHub.

D3.js

D3.js é uma excelente biblioteca de JavaScript que permite aos desenvolvedores criar páginas web ricas com recursos de manipulação de dados. D3.js usa SVG, HTML e CSS para fazer a mágica acontecer. Com D3.js, você pode vincular dados ao DOM com facilidade e ativar eventos de dados. Com D3.js, você também pode criar páginas web de dados de alta qualidade que oferecem uma melhor compreensão dos dados juntamente com ótimos recursos visuais. Verifique os gráficos hamiltonianos de notação LCF, movidos por D3.js.

React.JS

React.js é um interessante framework JavaScript para trabalhar. Ao contrário de outras estruturas de JavaScript, o React.js é ideal para criar interfaces de usuário front-end altamente escaláveis. React.js entrou em 2013 sob uma licença BSD e está crescendo rapidamente graças às vantagens que ele traz para o desenvolvimento de interfaces de usuário complexas e bonitas.

A ideia central por trás do React.js é o DOM virtual. O DOM virtual atua como um mediador entre o lado do cliente e o lado do servidor, trazendo melhor desempenho. As alterações feitas no DOM virtual são combinadas com o DOM do servidor e apenas os elementos necessários são atualizados, tornando o processo muito mais rápido do que uma atualização de interface do usuário tradicional.

Você também pode usar Material Design com React, permitindo que você desenvolva aplicativos web modernos com desempenho incomparável.

Confira o livecoder JairoAndré, da Serra, Espírito Santo, trabalhando num game roguelike em React abaixo.

jQuery

jQuery é uma biblioteca JavaScript muito popular com recursos como manipulação de eventos, animação e muito mais. Ao trabalhar em um projeto web, você não quer desperdiçar o tempo escrevendo código para tarefas simples. JQuery livra-o deste problema com a sua API fácil de usar. Ele também funciona com todos os navegadores mais populares. Com jQuery, você pode perfeitamente controlar o DOM e também desenvolver um aplicativo Ajax, que está em alta demanda para os últimos anos. Com o jQuery, os desenvolvedores não precisam se preocupar com interações de baixo nível e podem facilmente desenvolver suas aplicações web mais rápido e fácil.

jQuery também facilita a separação de código HTML e JavaScript, permitindo que os desenvolvedores escrevam código mais limpo e com compatibilidade entre navegadores. Além disso, os aplicativos da web criados usando jQuery são facilmente aprimorados e estendidos no futuro.

Ember.js

Ember.js é uma mistura de Angular.js e React.js quando se trata de funcionalidade. Você pode facilmente ver a popularidade do Ember.js ao observar a comunidade de suporte. Novos recursos são adicionados constantemente. Funciona de forma semelhante ao Angular.js quando se trata de sincronizar dados. A troca bidirecional de dados garante que o aplicativo seja rápido e escalável. Ele também ajuda os desenvolvedores a criar elementos front-end.

Quando se trata das semelhanças com o React.js, Ember.js oferece DOM virtual do lado do servidor para melhor desempenho e escalabilidade. Ember.js também incentiva a escrita de código mínimo, oferece excelentes APIs para trabalhar e tem uma excelente comunidade.

Polymer.js

Se você já pensou em criar seus próprios elementos HTML5, você pode fazer isso com a ajuda de Polymer.js. O foco principal do Polymer é fornecer funcionalidade estendida aos desenvolvedores web, dando-lhes a capacidade de criar suas próprias tags. Por exemplo, você pode criar um elemento <my_video> com sua própria funcionalidade que é semelhante ao elemento <video> em HTML5.

Three.js

Three.js é uma biblioteca JavaScript, com foco no desenvolvimento 3D. Se você está envolvido com animação e desenvolvimento de jogos, você pode usar Three.js para sua vantagem. Three.js usa WebGL e pode ser facilmente usado para renderizar objetos 3D na tela. Um exemplo popular do poder de Three.js é o HexGL, um jogo de corrida futurista.

PhantomJS

Trabalhar com JavaScript também pode significar trabalhar com diferentes navegadores e, quando falamos de navegadores, o gerenciamento de recursos entra facilmente na discussão. Com PhantomJS, você pode monitorar o desempenho de seu aplicação web graças ao WebKit headless fornecido. O WebKit headless é parte do mecanismo de renderização usado no Chrome e no Safari.

Todo o processo é automatizado e tudo o que você precisa é configurar o aplicativo da Web usando as APIs disponíveis.

BabylonJS

O BabylonJS está no território do Three.js, fornecendo APIs de JavaScript para criar aplicações web 3D contínuas e poderosas. É de código aberto e baseia-se no JavaScript e no poder do WebGL. Criar objetos 3D simples, como uma esfera, é fácil e você pode fazê-lo com apenas algumas linhas de código. Você pode obter uma boa compreensão do que a biblioteca tem para oferecer passando por sua documentação. A homepage também oferece demos excelentes para fins de inspiração.

Boba.js

As aplicações web sempre têm uma necessidade em comum, a análise. Se você se esforçou para inserir o Google Analytics em seu aplicativo da Web JavaScript, procure o Boba.js. O Boba.js pode ajudá-lo a inserir análises em seu aplicativo da web com suporte para o antigo ga.js. Você também pode integrar métricas com Boba.js. A única exigência é o jQuery.

Underscore.js

Underscore.js é a resposta para o seu arquivo de editor de HTML em branco. Quando você inicia um projeto, sentir-se perdido ou fazer uma série de passos que repetem o que você fez em projetos anteriores é comum. Para simplificar o processo de iniciar um projeto e dar-lhe uma vantagem, a biblioteca Underscore.js fornece um conjunto de funções. Por exemplo, você pode usar seus suspensórios Backbone.js favoritos ou com funções jQuery que você usa em seus projetos com freqüência.

Auxiliares funcionais, como “filter” e “invoke the map” fornecem uma boa vantagem para que você possa mergulhar em seu trabalho o mais rápido possível. Underscore.js também vem com uma suíte para fins de teste fácil.

Meteor.js

O Meteor.js é uma maneira rápida de começar a criar aplicativos JavaScript. É de código aberto na natureza e pode ser usado para criar aplicativos para desktop, celular e web. Meteor.js é uma estrutura de pilha completa e permite desenvolvimento de ponta a ponta para múltiplas plataformas. Você pode criar recursos back-end e front-end com Meteor.js e também manter abas sobre o desempenho do aplicativo. A comunidade ao redor de Meteor.js é enorme, então há atualizações freqüentes de correções de bugs e bug. Meteor.js também é modular na natureza e pode ser equipado com APIs surpreendentes.

Knockout.js

Knockout.js é claramente o framework mais subestimado. Ele foi desenvolvido por Steve Sanderson como um framework de código aberto para e está disponível sob licença do MIT. O framework é baseado no projeto MVVM.

Node.js

Node.js é um poderoso ambiente de tempo de execução para JavaScript. Ele pode ser usado para construir aplicativos rápidos e escaláveis com dados do mundo real. Não é nem um framework nem uma biblioteca, mas um ambiente de tempo de execução baseado no mecanismo JavaScript V8 do Google Chrome. Você pode usar o Node.js para criar aplicativos JavaScript diversificados, incluindo aplicativos de uma única página, aplicativos da Web em tempo real e muito mais. Tecnicamente, o Node.js suporta entrada e saída assíncronas com a ajuda de sua arquitetura orientada a eventos. Esta abordagem torna uma excelente escolha para o desenvolvimento de soluções altamente escaláveis. Veja os vídeos do Node.js no Livecoding.tv.

Conclusão

O JavaScript é a língua franca da web. Cresceu rapidamente não apenas por causa do que oferece, mas também por causa da comunidade de código aberto que a rodeia. Os frameworks e bibliotecas acima mencionadas são verificações obrigatórias para qualquer desenvolvedor JavaScript. Todos eles fornecem alguma forma de explorar JavaScript e desenvolvimento front-end.

Se você tem algo a acrescentar, por favor, comente abaixo e deixe-nos saber. Estamos ansiosos para ver qual framework e biblioteca você usa em seus projetos.

Related posts
BusinessesCareer Development

4 Unique Proven Tips for Finding Awesome Employees

Businesses

Getting Web Development Projects Right

Uncategorized

Product Development Update

Artificial IntelligenceBusinesses

CPU, GPU, FGPA, or DSP: Heterogeneous Computing Multiplies the Processing Power